Escritórios de Santana da Boa Vista estão engajados na campanha do Imposto Solidário

Notícia da criação dos Fundos Municipais vem gerando interesse por parte da população local.


Até o ano passado (2021), a cidade de Santana da Boa Vista não tinha Fundo Municipal dos Direitos da Criança e nem Fundo Municipal dos Direitos do Idoso. Esta situação foi revertida e hoje a localidade conta com os dois, devidamente regularizados.

Na terça-feira dia 15 de fevereiro, o agente da Receita Federal em Caçapava do Sul, assistente técnico administrativo Fábio Burch Salvador, visitou os profissionais que, todos os anos, elaboram a maior parte das declarações de IRPF na cidade.


SP Advocacia

Pela manhã, o agente foi recebido pela advogada Sílvia Pereira. Dela, obteve uma lista com os contatos dos contadores e contabilistas locais mais conhecidos.

À tarde, ocorreram as visitas a três dos quatro escritórios listados.


“Vou mostrar essa possibilidade a cada um dos meus clientes”

O primeiro profissional visitado foi Luiz Antônio Borba Jacobsen, popularmente conhecido como “Tonho”, responsável por pouco mais de um quinto das declarações anuais de Santana da Boa Vista.

Antônio já conhecia a possibilidade de destinação do IRPF na declaração e aproveitou a ocasião para tirar dúvidas sobre o assunto e também sobre ITR. Ao final do encontro, comprometeu-se a apresentar a ideia a todos os seus clientes.

“Eu vou repassar as informações e o cartaz da campanha também ao meu colega Ângelo, que está na tua lista mas hoje não está na cidade”, afirmou.


“Estão empolgados, mas ainda com dúvidas”

A segunda visita foi ao maior escritório da cidade: Ilca Oliveira dos Santos Simões da Silva e seu filho Filipe, responsáveis por aproximadamente um terço das declarações feitas todos os anos em Santana da Boa Vista.

Segundo Ilca, a notícia da criação dos Fundos locais vem gerando um interesse coletivo sobre o assunto e as pessoas demonstram interesse em fazer destinações de IRPF.

“O escritório aqui tem um espaço bem amplo. Se precisar, podemos organizar reuniões coletivas para tirar dúvidas”, propôs a contadora. Fábio comprometeu-se a voltar à cidade quantas vezes for preciso.


“Acredito que a maioria das pessoas vai querer destinar”

A terceira parada do itinerário do agente da Receita Federal foi o escritório de Sara da Rosa Garcia, também responsável por um percentual significativo das declarações santanenses. Ela fez algumas perguntas e recebeu orientações.

“A maioria dos meus clientes me disse que quer fazer isso, eu só não sabia exatamente como funciona. Acredito que quase todos vão destinar algum valor”, disse Sara.


Presidente da APAE prometeu apoio e empenho

Outro contato importante na cidade é o presidente da recém-fundada APAE local, Geremias Batista de Farias, que recebeu alguns cartazes da campanha e declarou que vai se empenhar todos os dias em uma campanha para conscientizar, se possível, toda a população de Santana da Boa Vista.


O potencial de destinações

A estadia de Fábio na cidade incluiu também uma reunião com o prefeito municipal Garleno Alves e contatos com a imprensa local.

Em 2021, foram feitas 856 declarações de IRPF de contribuintes de Santana da Boa Vista. O potencial de destinações calculado sobre os dados destas declarações foi de aproximadamente R$ 60 mil.

Fabio Burch Salvador