Coluna no Diário de Viamão, 03/06/2021

Fim do prazo do IRPF

O prazo para declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física 2021 acabou às 23 horas e 59 minutos de segunda-feira, dia 31 de Maio.

No total, a Receita Federal recebeu 34.168.569 declarações em todo o Brasil, feitas por 31.121.657 contribuintes.

O número de declarações é sempre um pouco maior do que o número de declarantes porque algumas pessoas fizeram retificadoras.


Os números do ano passado

Em 2020, um total de 30.012.622 brasileiros fizeram suas declarações do IRPF dentro do prazo. Outros 1.549.806 fizeram o IRPF depois do término dele (ou seja, fizeram em atraso).


Comparando 2020 e 2021

O número de pessoas que fez a DIRPF dentro do período estipulado em 2021 representa um crescimento de 3,7% em relação a 2020.


Quantas pessoas perderam o prazo?

Ainda não é possível saber com total certeza o número de pessoas obrigadas a declarar o IRPF 2021 e que perderam o prazo. Mas dá para fazer uma estimativa. E ela fica em aproximadamente 1,6 milhão de pessoas.


Declaração fora do prazo

Os cidadãos obrigados a declarar o IRPF e que o fizerem agora, depois de findo o prazo, terão que pagar multa.

O valor mínimo da multa é de R$ 165,74.

O cálculo da multa é simples: ela equivale a 20% sobre o valor do Imposto Devido. Porém, se estes 20% forem inferiores a R$ 165,74, então o declarante paga esse valor fixo de R$ 165,74.


E quem não declarar?

Quem estava obrigado a fazer a DIRPF e não o fizer (nem mesmo em atraso) ficará com o CPF na situação “Pendente de Regularização”, e não conseguirá usá-lo para nada: nem para pegar remédios na farmácia, nem para movimentar conta bancária, nem para fazer empréstimos ou comprar bens, ou qualquer outra coisa.


Os dados locais

Em todo o Rio Grande do Sul, um total de 2.206.948 pessoas fizeram a declaração de 2021 dentro do prazo.

Em Viamão, foram 34.522 declarantes na contagem final.


Comparando com o ano passado

Em Viamão, o número de pessoas que fizeram a declaração do IRPF 2021 até a noite do dia 31 apresentou um crescimento de 2,1% em relação ao número de viamonenses que fizeram suas declarações dentro do prazo em 2020.


Sem sobressaltos

Ainda na tarde do dia 31 de Maio, o Secretário Especial da Receita Federal, auditor-fiscal José Tostes, deu uma entrevista coletiva. Nela, ele comemorou o fato de não termos passado por nenhum imprevisto neste ano.

Nas últimas horas do prazo, nossos sistemas estavam recebendo uma média de 2500 declarações por minuto, sem problemas.


Muito a comemorar

Os resultados deste ano – o crescimento, a ausência de imprevistos – são sinais muito positivos do aprimoramento do nosso sistema tributário e do avanço das tecnologias empregadas nele.

Isso é o resultado do trabalho incessante da Receita Federal, essencial para o financiamento do Estado brasileiro – este “ente” tão criticado mas que é, no fim das contas, o grande garantidor dos direitos do nosso povo, do crescimento da nossa economia e da defesa da soberania do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *