Vídeo em canal abandonado dispara em visualizações

Depois que eu decidi encerrar a produção de conteúdo para meu Videolog, uma vez que ele não crescia, um fenômeno estranhíssimo ocorreu. O vídeo Estudo confirma discurso Redpill sobre o “revezamento de Chads” começou a angariar montes de visualizações.

O vídeo está no ar há três meses e estava meio “esquecido”, estagnado com um punhado de views. No espaço de uma semana, no entanto, sua audiência disparou para mais de 8 mil, e cresce sem parar, a cada hora que passa.

Não se trata de um vídeo elaborado, cheio de efeitos ou de edições. Na realidade, é uma das produções mais “pé-de-boi” do canal. Mas o conteúdo parece ter agradado a um público numeroso.

Nele, eu trago dados levantados pelo Washington Post, de uma pesquisa sobre os hábitos sexuais dos americanos e mostro como esse indicadores comprovam a veracidade de um argumento antigo do movimento masculinista (que sempre foi muito contestado pelas feministas e pelo stabilishment acadêmico).

A grande fonte de tráfego têm sido as recomendações em outros vídeos – o que me leva a concluir que, ou o algoritmo do Youtube está me dando uma forcinha (o que duvido, dado o conteúdo tratado), ou a comunidade masculina consciente considera este conteúdo como algo de valor, e há outros youtubers do ramo me recomendando.


Este sucesso é especial porque tem relação com minha Missão de Vida

A experiência mais interessante, relativa a este vídeo, tem sido o gerenciamento do espaço de comentários. Lá, encontro muitos homens que me parabenizam pelo conteúdo, e tenho a chance de mostrar meu pensamento sobre essas questões.

Muitos caras – na maioria, jovens – aparecem por lá com um pensamento de desconfiança excessiva e até de ódio e repúdio total com relação às mulheres.

Embora em muitos casos essas desconfianças sejam fundamentadas (haja visto que a legislação e o aparato judicial institucionalizaram a misandria como política do dia a dia), é visível que há exageros: alguns garotos projetam nelas suas frustrações, suas inseguranças.

Eu, tendo ali uma tribuna na qual sou “ouvido” por cada vez mais gente, aproveito para apresentar uma visão racional, lúcida sobre tudo isso à garotada. Nasci para fazer esse tipo de coisa. Estou adorando.

Fabio Burch Salvador