Jornal Sexta volta ao ar após hiato de dois anos

O Jornal Sexta, fundado em 2010, acaba de voltar ao ar. Porém, agora não mais como um jornal impresso e sim sob a forma de site de notícias.

O time por trás do “novo” Sexta é praticamente o mesmo da redação do antigo pasquim: Daniel Jaeger Marques, Hélio Ortiz, e eu mesmo – fui colunista fixo desde a primeira edição do antigo jornal, e seguirei junto nesta nova fase.

O endereço do novo Sexta é www.jornalsexta.com.br, e o site foi projetado para fácil divulgação e propagação de seu conteúdo através das redes sociais.


Histórico resumido do Sexta

O Jornal Sexta nasceu como um semanário impresso em 2010 e rapidamente ganhou força em Viamão, circulando com tiragens cada vez maiores até 2013. Naquele ano, começou uma longa decadência, até ter sua circulação interrompida por um curto período em 2015.

O jornal voltou às ruas após algumas semanas e passou depois por diversas “idas e vindas”.

Em Julho de 2018, houve uma nova – e desta vez longa – interrupção das impressões. Elas só seriam retomadas com a edição de 8 de Março de 2019. Em 26 de Abril do mesmo ano, o último Jornal Sexta impresso saiu da gráfica, e as rotativas silenciaram de vez.

O Sexta sempre teve – desde seu lançamento – uma versão online, mas que nunca recebeu a atenção devida porque o público de Viamão, em 2010, era ainda pouco afeito à internet como meio de informação. O site em si recebeu atualizações regulares até o final de 2019.


Iniciativas pioneiras

O Sexta impresso deu, ao longo de sua trajetória, origem a outros projetos associados. O mais prolífico deles foi a primeira “emissora de Lives” de Viamão, com a transmissão de diversos programas ao vivo pelo Facebook.

O primeiro e mais conhecido deles foi o JS Debates, de cuja bancada eu fiz parte também desde a primeira edição.

Fabio Burch Salvador